• BTS repudia preconceito e crimes de ódio contra asiáticos: “Sentimos tristeza e raiva”

    BTS repudia preconceito e crimes de ódio contra asiáticos: "Sentimos tristeza e raiva"
    BTS repudia preconceito e crimes de ódio contra asiáticos: “Sentimos tristeza e raiva” (Foto: Reprodução/Twitter)

    O grupo de k-pop BTS usou suas redes sociais para se pronunciar contra o racismo e os ataques violentos contra asiáticos, como parte do movimento Stop Asian Hate.

    + BTS coloca roupas do clipe de ‘Dynamite’ a leilão por mais de R$ 880 mil
    + Príncipe Harry revela que o racismo foi “grande parte” do motivo para deixar o Reino Unido
    + Gloria Groove fala sobre preconceitos e propostas indecentes: “já fui encurralada montada”



    “Enviamos nossas mais profundas condolências àqueles que perderam seus entes queridos. Sentimos tristeza e raiva. Nós nos lembramos de momentos em que enfrentamos discriminação como asiáticos. Já suportamos palavrões sem motivo e fomos ridicularizados por nossa aparência. Até nos perguntaram por que os asiáticos falavam em inglês”, começa o comunicado.

    “Não podemos colocar em palavras a dor de nos tornarmos objeto de ódio e violência por tal motivo. Nossas próprias experiências são incongruentes em comparação com os eventos que ocorreram nas últimas semanas. Mas essas experiências foram suficientes para nos fazer sentir impotentes e destruir nossa autoestima”, conta o texto.

    + Dicas fáceis de como limpar panela queimada
    + 19 erros que você não pode cometer ao planejar a cozinha
    + 26 curiosidades sobre a Porsche

    “O que está acontecendo agora não pode ser dissociado de nossa identidade como asiáticos. Demorou muito para discutirmos isso com cuidado e refletirmos profundamente sobre como devemos expressar nossa mensagem, mas o que queremos transmitir é claro: somos contra a discriminação racial e condenamos a violência”, finaliza a nota.

    O movimento contra a discriminação dos asiáticos Stop Asian Hate se tornou mais forte depois que um homem causou um tiroteio em Atlanta, nos Estados Unidos, que matou 6 mulheres de ascendência asiática.

    arrow