Gloria Groove fala sobre preconceitos e propostas indecentes: “já fui encurralada montada”. (Foto: Reprodução/Instagram)

Gloria Groove se lançou no mundo da música quebrando barreiras e ajudando outras drag queens brasileiras a ocuparem um importante espaço. Mas Daniel Garcia, artista que dá vida a Gloria, desabafa que enfrentou muitos preconceitos.

+Marina Ruy Barbosa desabafa sobre as festas de fim de ano em meio a pandemia: “irresponsabilidade”
+Após expor nudes de mulher na web Seu Waldemar é demitido de afiliada da TV Globo
+Após novo surto de Tiago Ramos, mãe do Neymar termina o namoro e o deixa sozinho em Cancún

Relacionados

Já recebi cantada, investida e fui encurralada montada. Só que eu desassocio a Gloria completamente da pessoa que sou. Vou para cama como Daniel. É até engraçado para mim. Quando eu falo que nunca transei montada, é porque é real. Não consigo processar essa informação na minha cabeça“, admite ele em entrevista à Quem.

Daniel também ressalta a importância das pessoas entenderem que arte drag não está associada a identidade de gênero. “Consigo me sair muito bem. Eu explico que isso aqui é a minha expressão artística e não a minha identidade de gênero, que é outra coisa. A minha identidade de gênero é homem cis. É como Daniel que eu gosto de ir para cama. Para mim, a Gloria mora realmente no meu lugar de trabalho. Embora ela seja muito sexy, provocativa, mas não necessariamente ela é um ser sexual, que vai para cama“, explica.