• Lily Allen lança vibrador e diz: “A masturbação feminina intimida os homens”

    Lily Allen lança vibrador e diz: "A masturbação feminina intimida os homens"
    Lily Allen lança vibrador e diz: “A masturbação feminina intimida os homens” (Foto: Reprodução/Instagram)

    Lily Allen recentemente lançou seu próprio brinquedo sexual para masturbação feminina. Mas, segundo ela, seu novo empreendimento não foi recebido com total positividade.

    + “Expor macho fragilizado me dá prazer”, diz Fernanda Paes Leme após comentário de Mario Frias sobre vibrador
    + Atriz Clarice Falcão vira assunto após foto com vibrador de luxo
    + Ex-BBB Marcela McGowan revela no “Prazer Feminino” que seu maior fracasso é transar com homem

    Em entrevista à Megan Barton Hanson em seu podcast “You Come First”, Lily disse que recebeu comentários afirmando que ela lançou um vibrador porque o marido dela não consegue dar prazer a ela.



    A cantora, de 34 anos, que é casada com o astro de ‘Stranger Things’, David Harbour, deu mais detalhes sobre como começou a ser tratada desde o lançamento de seu sex toy, dizendo que atos sexuais solo “intimidam os homens”.

    Lily lançou o Estimulador Clitoriano Recarregável da Womanizer Liberty em outubro e, desde então, tem a missão de quebrar os tabus que cercam a discussão sobre a masturbação e o prazer sexual feminino.

    Lily explicou: “Não falávamos sobre sexo na minha família, não era proibido ou religioso, só não éramos abertos sobre essas coisas, então eu apenas segui o que estava na TV e nos filmes: você deita e faz ruídos engraçados e tem um orgasmo.”

    + Dicas fáceis de como limpar panela queimada
    + 19 erros que você não pode cometer ao planejar a cozinha
    + 26 curiosidades sobre a Porsche

    Megan respondeu: “É a sociedade, ninguém fala sobre o prazer das mulheres nunca. Eu amo que você tenha feito isso. Você tem educação sexual”, afirmou. “Eles falam sobre gravidez, DSTs e menstruação, então minha única experiência do prazer das mulheres foi na pornografia. Eu gostaria de conhecer meu próprio corpo antes de fazer sexo.”

    Em resposta, Lily disse: “Recebo esses comentários de homens e algumas mulheres dizendo que meu marido não consegue me dar prazer. Não tem nada a ver com não obter prazer de outra pessoa. Nossa cultura incentiva a co-dependência do prazer sexual que você deve contar com outra pessoa para sustentá-lo e isso deixa as pessoas desconfortáveis.”

    Segundo ela, esse problema não é apenas com sexo. “Não apenas sexo, mas dinheiro. Portanto, as pessoas pensam que as mulheres não conseguem se sustentar sozinhas e ganhar seu próprio dinheiro, e isso é uma ameaça para alguns homens.”

    Megan ainda comentou sobre monetizar a sexualidade. “Descobri que, desde que criei o OnlyFans após a Love Island, eu odiava tanto isso”, afirmou. “Mas quando você quebra isso, os homens e a sociedade fizeram das mulheres objetos sexuais por tanto tempo, assim que as mulheres retomam a posse de seu corpo, as pessoas odeiam isso.”

    Lily continuou: “É como os Kardashians, as pessoas dizem que elas são maus exemplos. Você não estava dizendo isso sobre Hugh Hefner quando ele estava desfilando mulheres em revistas e ganhando dinheiro com elas e nem era seu próprio corpo”, ressaltou. “Eu não tive uma reação massiva, mas não reajo a essas coisas. As pessoas falam mal porque querem uma resposta, mas principalmente sobre política, porque dizem que preciso voltar para a minha caixa.”

    arrow