Leda Nagle pede desculpas após fake news que Lula estaria planejando matar Bolsonaro (Foto: Reprodução/Instagram)

Leda Nagle publicou uma fake news de que o ex-presidente Lula estaria planejando matar o atual presidente Jair Bolsonaro. Posteriormente, a jornalista se defendeu.

+ Leda Nagle posta foto de Zoe, filha de Sabrina Sato e Duda Nagle, e fãs se derretem
+ Justiça suspende investigação contra Felipe Neto: “Vitória”
+ Marcelo Adnet diverte a web com imitações de Moro, Lula e Bolsonaro

A mensagem que Leda leu era de um perfil falso, atribuída a um diretor-geral da Polícia Federal. A conta, inclusive, foi denunciada pela PF.

“Acreditem ou não, mas o STF quer acabar com o presidente. Porém, eles não irão conseguir por um motivo bem forte, mais da metade das cadeiras dos urubus de capa preta receberam propina e antes que caia meu perfil novamente vou dizer para vocês, a ideia de matar Bolsonaro”, leu a jornalista em uma live privada realizada no último sábado (17).

Relacionados

Rapidamente a informação foi desmentida na web. “Falta mais de um ano para as eleições e já estão criando essas fakes em cima do Lula”, opinou um usuário do Twitter.

Após a repercussão, Leda Nagle voltou às redes sociais nesta segunda-feira (19) para se defender. “Algum membro do grupo, por má fé ou porque ficou impactado pela notícia, pinçou um trecho de 2 minutos de uma live de 47 minutos e viralizou antes mesmo que eu tivesse voltado com a checagem completa da informação”, explicou ela em uma live aberta.