Sarah do BBB 21 é cancelada na web após dizer que gosta de Bolsonaro (Foto: Reprodução/Instagram)

Sarah Andrade, do BBB 21, foi de queridinha a cancelada nas redes sociais após ter dito que gosta do presidente Jair Bolsonaro.

+ BBB 21: Gilberto revela à Sarah: “acho que podemos ser os vilões”
+ Kelly Key faz desabafo sobre celulites: “Meu corpo conta uma história”
+ Camilla Camargo mostra o quartinho da filha: “O tema é mar”

João, Sarah, Gil, Fiuk, Thaís e Viih Tube estavam conversando no quarto sobre o que estaria acontecendo fora da casa. “Impeachment de algum presidente, de algum país?”, questionou Sarah. “Não do nosso, eu gosto dele!”, completou ela.

Com a declaração da sister, vários famosos como Bruno Gagliasso, Cleo, João Vicente de Castro e Felipe Neto comentaram sobre a fala da analista. Confira:

“Acabou o amor”, publicou João Vicente.

“Uau. Isso que é máscara caindo. Estou triste”, disse Cleo. “E aqui no Twitter vemos que as pessoas ainda não entenderam que você pode ser racista e ter amigos pretos, você pode ser LGBTfóbico e ter amigos LGBTQIA+, você pode ser misógino e gostar de mulher”.

Felipe Neto também comentou sobre a fala da sister. “Sou contra cortar laços só por opinião política. Temos que conviver com a diferença. Agora, se a pessoa gosta de um fascista genocida diretamente responsável por 260 mil mortes, defensor de tortura e ditaduras… Aí não é ‘opinião política diferente’, é desumanidade”, escreveu ele.

Relacionados

“E eu gostava tanto de você…”, escreveu Bruno Gagliasso, citando a música de Tim Maia.

“Estrategista do BBB21 abaixa demais e deixa o bolsonarismo à mostra. Tchau, Sarah. Larguei sua mão”, declarou a atriz Fernanda Paes Leme.

“Sarah é a Marcela da edição. Era favorita mas se envolveu com homem errado”, publicou Marcelo Adnet.

“É sério que vocês estão cancelando a Sarah por causa de sua preferência política?! Vocês não aprenderam nada com tudo que rolou no início dessa edição. Vocês estão fazendo a mesma coisa que os participantes que vocês eliminaram com rejeição fizeram. Enfim, a hipocrisia!”, defendeu Mahmoud.

Confira a declaração de Sarah: