O casal Orc e Mulher Morcego fala sobre preconceito com a aparência. (Foto: Reprodução/Instagram)

O Orc Infernall, nome artístico, decidiu há seis anos a começar com as mudanças no corpo para se parecer com um “orc” criatura mitológica presente na literatura britânica e alemã, e popularizado em jogos de RPG, games e filmes como “World of Warcraft” e “O Senhor dos Anéis”. Em sua trajetória conheceu a Mulher Morcego, atual esposa. Ambos fizeram vários procedimentos juntos e um ao outro, como implante subdermal, eyeball, retirada parcial da orelha e nariz, língua bifurcada, implante fixo de duas presas e várias tatuagens.

+Cristiano Ronaldo celebra os três anos da filha: “papai te ama”
+Flay posa ao lado de jatinho e rebate ironia de seguidora: “faz o teu que eu faço o meu”
+O ator José de Abreu volta a dizer que pretende se candidatar à presidência em 2022

Orc conta que no começo as pessoas achavam interessante e ficavam curiosas sobre sua aparência. Porém, conforme as mudanças corporais foram ficando mais intensas, ele chegou a sofrer ameaças de morte por mensagens postadas nas redes sociais. Por este motivo prefere usar somente o nome ficcional.

Relacionados

Eu ficava preocupado e chateado por minha família, pois repudio esse tipo de violência. Sou uma pessoa muito tranquila e respeito a todos, e decidi que não iria absorver esse tipo de energia. Pelo contrário, estou muito feliz com esse momento da minha vida e quero aproveitar junto com minha esposa e nossa filha, de seis anos“, relata e defende que as pessoas deviam se importar com o bem estar próprio independente da aparência.

A Mulher Morcego ressalta o quanto foi dolorido as represálias. “É incrível como muitas pessoas se incomodam com nossa aparência. Antes eram piadas, olhares e outras vezes xingamento e afrontas de pessoas desconhecidas. No passado, me incomodava e cheguei a ficar triste, porém, decidi enfrentar e não me abalo mais“, afirma.

O casal aconselha as pessoas a procurarem felicidade independe de como: “Não tenha medo dos olhares e do que vão falar. Seja feliz e não se importe, a vida é muito curta para se privar do que deseja em função de opiniões alheias