BBB 21: Cleo desabafa sobre atitudes de Karol Conká e Lumena: “Surto coletivo” (Foto: Reprodução/Instagram)

Cleo fez um longo desabafo em seu perfil do Instagram sobre o Big Brother Brasil 21 e as atitudes das sisters Karol Conká e Lumena na casa.

+ BBB 21: Karol Conká diz: “Se eu pudesse voltar no tempo, eu não faria nada do que eu fiz”
+ BBB 21: equipe de Carla Diaz repudia comportamento de Nego Di na casa
+ BBB 21: Karol Conká sobre Juliette: “essa garota está me perseguindo”

A cantora começou o desabafo falando também sobre a desistência de Lucas Penteado. “Deixar aqui meu apoio ao Lucas. Sentimento de acolhimento e falar também que fico muito indignada com o que algumas pessoas fizeram lá dentro com ele e com a Juliette, que isolaram e fizeram uma espécie de tortura psicológica. Dá muito gatilho ver isso. Mas acho que é importante a gente ver, ter essa discussão. É uma abertura de diálogo sobre acolhimento, empatia, convivência, sobre cancelamento. Sobre erros e acertos”, disse ela.

Relacionados

Depois, lamentou as polêmicas sobre o beijo trocado entre Lucas e Gilberto. “Fiquei muito doída com o beijo do Lucas e do Gilberto ter sido visto pelas pessoas como forma de jogo, sendo que isso nunca foi usado contra ninguém que ficou lá dentro dessa forma, pesada. Ainda mais o garoto se assumindo bissexual, sendo preto e periférico”, explicou Cleo.

Então, falou sobre os julgamentos dos participantes da casa. “A gente tem que questionar a forma que a gente pensa, de quem a gente está falando e como a gente está falando. Eu não apoio a forma como a Karol e a Lumena estão levando o posicionamento delas. Talvez seja a forma com a qual elas estão comunicando as coisas, mas não quero linchar elas. Não acho que tem que te esse ódio todo. Muitos homens brancos ali dentro fizeram coisas piores e não receberam esse nível de ódio”, ressaltou a cantora.

“Parece um surto coletivo. Espero que elas tenham uma segunda chance como as outras pessoas brancas também tiveram. Fizeram merda e tiveram chances, então espero que elas também possam ter”, finalizou ela.