“Tenho medo de não encontrar a felicidade na vida”, diz Juliette (Foto: Reprodução/Instagram)

Juliette Freire participou do Encontro, da TV Globo, nesta sexta-feira (2). Durante a entrevista, a paraibana comentou sobre sua trajetória no BBB 21.

+ Gizelly Bicalho fala sobre “endeusamento” de Juliette Freire: “A menina está assustada”
+ Isis Valverde posa com o marido em dia de sol: “Saudade de um calorzinho”
+ Bianca Andrade celebra 37 semanas de gravidez: “Liberado para nascer”

“Sou exagerada e muitas vezes me senti perdida. Antes do Lucas sair, também cogitei a possibilidade de sair”, comentou ela, relembrando a desistência de Lucas Penteado.

Relacionados

Segundo ela, a fase inicial do programa foi a mais desafiadora. “O que aconteceu dentro do BBB também é reflexo do que acontece aqui fora. Entrei muito eufórica e efusiva. Me entreguei muito à euforia”, explicou a campeã da edição.

Juliette também revelou que, mesmo após ter ganhado o cobiçado prêmio de R$ 1,5 milhão, ainda tem receios sobre a vida. “Tenho medo de não encontrar a felicidade na vida. Antes, não tinha dinheiro, mas era feliz. Hoje, tenho dinheiro e quero continuar sendo eu e feliz”, acrescentou.

A maquiadora também relembrou a morte de sua irmão, Julienne, que morreu aos 17 anos após sofrer um AVC. “Vivo minha vida com senso de finitude muito grande.Hoje, penso mais. Sou uma jovem senhora de 31 anos (risos). No BBB, pensava todos os dias ‘vou aproveitar hoje porque amanhã posso não estar aqui’. Quando minha irmã morreu, me dei conta que a vida é curta. Procuro não ver de forma triste minha experiência com a morte. Minha irmã tinha uma compreensão da vida que me impressionava”, concluiu ela.