Ex de DJ Ivis sobre vídeos sendo agredida pelo músico: ‘sofria sozinha’ (Foto: Reprodução/Instagram)

Pamella Gomes de Holanda, ex-mulher de Iverson de Souza Araújo, o DJ Ivis, usou as suas redes sociais para compartilhar uma série de vídeos que a mostra sendo agredida pelo artista com tapas, socos e chutes.

+Simaria e deixa escapar detalhe ousado em foto na praia
+Mulher Melão ostenta corpão em passeio de barco
+Monique Evans conta como Cacá Werneck a reconquistou: “Ela foi fogo”

DJ Ivis é um dos principais nomes do forró brasileiro, tendo como hits de sucesso “Volta Bebê, Volta Neném”, “Esquema Preferido” e “Não Pode se Apaixonar”. Pamella postou vídeos em que é possível ver o ex marido a agredindo várias vezes. O músico chega a dar socos na mulher na frente da filha de apenas 9 meses, e ainda a empurra no chão.

O produtor confessou as agressões, mas disse que é vítima de uma chantagem, ele chegou a compartilhar vídeos de Pamela tentando agredi-lo e um boletim de ocorrência feito em março. “Não estou aqui para justificar nada. Estou aqui para mostrar que não aguento mais isso. Muitas pessoas vão me julgar, mas eu não suportava mais isso, eu recebi chantagens, ameaça de morte com a minha filha. Ninguém sabe o que é isso que eu passei“, disse o DJ.

Relacionados

Esta manhã (12), Pamella voltou a usar as redes sociais para se manifestar sobre a repercussão do caso e agradecer o apoio que vem recebendo. “Eu quero e preciso agradecer todo apoio que estou recebendo. Dizer que não estou bem, mas que estou segura, eu e minha filha. E dizer também que hoje o meu choro é de alívio por certeza que Deus está com a gente, que nunca mais vou viver o que vivi e que não preciso mais fingir pra ajudar ninguém. Não existe fama, status, dinheiro, posição social, contato ou influência que permita ele de ficar impune”, começou dizendo.

Eu me calei por muito tempo! Eu sofria sozinha com minha filha, sem apoio até dos que se diziam estar ali pra ajudar, que eram coniventes e precisavam estar ali pra ajudar, que eram coniventes e presenciavam tudo calados sem interferir com a desculpa que eu tinha que aguentar calada porque era o “jeito dele”, era esse o “temperamento dele” e que se eu quisesse viver com ele, teria que se me sujeitar e ser submissa. Não se calem!!! Não se calem jamais!!! Eu não vou me calar!“, afirmou.

Por mim e por você, minha filha, que é mulher, que sentia junto comigo, antes de nascer, a angústia, o medo. Estamos salvas. Estamos Salvas!!! Acabou a vida de vídeo-game, a vida de novela, de comercial de margarina pra ganhar em cima. E você nunca foi um cara família, até porque você não sabe o que é ser uma“, finalizou.

No último dia 3 de julho, Pamela foi à polícia e fez um boletim de ocorrência por agressão contra Ivis. No dia seguinte, o MP (Ministério Público) solicitou uma medida protetiva para a mulher e a filha, o que foi concedido pelo TJ-CE (Tribunal de Justiça do Ceará). A Polícia Civil do Ceará disse que investiga o caso.