• Zezé Motta afirma: “Ser artista é difícil para todo mundo, mas para o negro é ainda mais”

    Zezé Motta afirma: "Ser artista é difícil para todo mundo, mas para o negro é ainda mais"
    Zezé Motta afirma: “Ser artista é difícil para todo mundo, mas para o negro é ainda mais” (Foto: Reprodução/Instagram)

    Zezé Motta participou do Trace Trends da última terça-feira (9). Na entrevista, comentou sobre como se tornou uma referência da cultura afro-brasileira na mídia.

    + Taís Araújo fala sobre infância: “Podia contar nos dedos os negros na escola”
    + Whindersson Nunes rebate críticas a novo projeto: “A gente fez com carinho”
    + Gloria Pires doa sangue e incentiva seguidores: “Cuidado com o outro é primordial”



    “Ser artista é difícil para todo mundo, mas para o negro é ainda mais”, afirmou a atriz de 76 anos.

    Ela ainda ressaltou que espera que a pandemia faça as pessoas refletirem sobre temas de desigualdade. “Estamos vivendo um momento tão delicado no mundo que acho que vai mexer com a postura de muita gente porque, de repente, estamos todos no mesmo barco”, disse.

    Zezé também falou sobre um de seus papéis mais marcantes, quando interpretou Xica da Silva no filme homônimo, e comentou o que ela acha que Xica faria se vivesse no século XXI. “Xica era tão ousada que acho que ela entraria para a política de alguma maneira para mudar tudo. Ela faria parte do movimento negro contra discriminação racial, teria um discurso contra desigualdade e acho que, sim, ousaria entrar para a política, coisa que não quero pra mim”, declarou ela.

    arrow