• Xuxa Meneghel sobre polêmica do filme ‘Amor Estranho Amor’

    Xuxa Meneghel sobre polêmica do filme 'Amor Estranho Amor'. Foto: Instagram
    Xuxa Meneghel sobre polêmica do filme ‘Amor Estranho Amor’. Foto: Instagram

    Xuxa Meneghel foi uma das convidadas do programa que Otaviano Costa estreou nesta quinta-feira (16) no UOL. A apresentadora falou de assuntos polêmicos aos olhos de seus fãs.

    + Salário de R$ 500 mil de Sikêra Jr. causa mal-estar entre funcionários da RedeTV!
    + José Paulo de Andrade, do “Pulo do Gato”, da Rádio Bandeirantes, morre de covid-19
    + Meteoro explode no céu do sertão nordestino e assusta moradores
    + Feito à mão: 5 relógios artesanais que você vai querer agora

    Se dizendo feliz com o atual momento na carreira, Xuxa falou que a quarentena não mudou seu estilo de vida por ser caseir, contou ainda que aproveitou o tempo ocioso para vasculhar fotos antigas de sua carreira e, com isso, teve a ideia de escrever um livro que contará sua história.

    “Eu estava fazendo algumas coisas para crianças. Escrevi cinco livros para crianças e pensei em lançar estes livros e o lucro seria revertido para as crianças da África e santuários no Brasil ligados a bichos resgatados“

    “Eu falei com um amigo e ele disse que eu deveria fazer as memórias antes, para chamar a atenção do público dizendo que depois eu faria coisas ligadas às crianças. Eu refleti sobre a quarentena que é relembrar das coisas, fazer as memórias do que se viveu e vive e eu comecei a buscar coisas que tinha vivido e não tinha falado. Comecei a por tudo pra fora e começou a sair muitas coisas legais. Eu comecei a procurar coisas em casa e que só eu podia fazer. Arrumei um closet e achei muitas fotos“, revelou a apresentadora da Record.

    “Ficamos das 15h até às 5h da manhã separando fotos e quando vimos, estávamos com o livro todo pronto“, contou Xuxa, que deve lançar o material pela Editora Globo.

    Sobre revirar o passado, Meneghel falou que sente coisas ruins em alguns casos. “95% do que vivi foram de coisas boas, mas 5% do que passei, foram coisas ruins. Minha experiência e maturidade veem de coisas boas e ruins”, afirmou a comandante do The Four.

    “Até as piores coisas que eu passei valeram a pena. Uma delas foi quando estávamos brigando pela Lei Menino Bernardo, para sair, e eu fui a Brasília com todos os políticos. Um senhor, da bancada evangélica, disse: ‘Como que uma pessoa que fez um filme onde ela fica com uma criança pode falar de educar criança?’. Falou um monte de coisas e grosserias. Aquilo me deu um negócio. A gente não pode falar porque não tinha um microfone ali e a única coisa que eu fiz foi um coração com as mãos“, relembrou.

    Xuxa ainda recordou a polêmica do filme Amor Estranho Amor (1982) e pediu para que seus fãs assistissem, caso não tenham visto ainda. “Tudo está valendo a pena, até os desaforos das pessoas falam muito sobre este filme. Eu queria deixar claro aqui que quem não viu, veja o filme que é muito legal. Aquilo é uma ficção e não é minha biografia e, segundo, neste mundo que estamos vivendo, as pessoas querem me atingir falando deste filme. Então, queria deixar claro que aquilo lá é uma ficção e eu gosto de falar sobre a realidade. De novo, eu fui falar sobre as crianças não apanharem e o ministro da Educação foi falar sobre isso e de novo falaram sobre o filme. Então, vejam o filme quantas vezes vocês quiserem, mas não se esqueçam de que bater em criança é contra a lei. Lei Menino Bernardo”, finalizou.

    Em colaboração com Saiba de Tudo

    arrow