• Carlos Alberto de Nóbrega lamenta morte de “segundo pai”

    Carlos Alberto de Nóbrega lamenta morte de "segundo pai"
    Carlos Alberto de Nóbrega lamenta morte de “segundo pai”

    O apresentador do ‘A Praça é Nossa’ Carlos Alberto de Nóbrega usou suas redes sociais, nesta quarta-feira (20), para com um texto emocionante, lamentar a morte do seu tio que considerava como um segundo pai.

    Veja também

    • Morte de Gugu é negada em nota oficial de assessoria
    • Após foto censurada, Solange Gomes faz protesto de calcinha e com seios à mostra
    • Rodrigo Bocardi rebate telespectador ao vivo no Bom Dia SP sobre situação do lixo



    “Não sei quem eu perdi hoje: se foi meu segundo pai, meu tio mais amado ou o melhor amigo. Pelo carinho e amor que eu tenho pelo povo brasileiro que eu tanto amo e me adora, sinto no dever de compartilhar com minha dor”, iniciou Alberto.

    “Crescemos e envelhecemos juntos. Na infância era o meu irmão mais velho que me protegia nas brigas de escola. Estudávamos na mesma escola. Na juventude fomos amigos inseparáveis de futebol, de farras, de brigas em carnaval”, acrescentou.

    “[…] Sempre juntos. Perdi um pouco de mim. Éramos unha e carne. Juntos na dor e na alegria. Agora separados. Mas só na carne, porque espiritualmente continuaremos unidos”, encerrou o desabafo.

    Ver essa foto no Instagram

    NÃO SEI QUEM EU PERDI HOJE; SE FOI MEU SEGUNDO PAI, MEU TIO MAIS AMADO OU O MELHOR AMIGO. PELO CARINHO E AMOR QUE EU TENHO PELO POVO BRASILEIRO QUE EU TANTO AMO E ME ADORA, SINTO NO DEVER DE COMPARTILHAR COM MINHA DOR. O FERNANDO ERA 18ANOS MAIS NOVO QUE MEU PAI. CINCO ANOS MAIS VELHO QUE EU. CRESCEMOS E ENVELHECEMOS JUNTOS. NA INFÂNCIA ERA O MEU IRMÃO MAIS VELHO QUE ME PROTEGIA NAS BRIGAS DE ESCOLA. ESTUDÁVAMOS NA MESMA ESCOLA. NA JUVENTUDE FOMOS AMIGOS INSEPARÁVEIS DE FUTEBOL, DE FARRAS, DE BRIGAS EM CARNAVAL. QUANDO AOS QUARENTA ANOS PRRDI EM SEIS MESES MEU PAI E MINHA MÃE, ELE FOI O MAIS FORTE E CARINHOSO PAI. NA VELHICE…NA VELHICE EU FUI MAIS FELIZ QUE ELE. E DEUS CHAMOU O FERNANDO. ERA ELE QUEM TODA SEXTA PELA MANHÃ, LIGAVA PRA SABER QUANTO QUE DEU A PRAÇA DE AUDIÊNCIA. NOS PRÊMIOS QUE EU RECEBIA VIBRAVA MAIS DO QUE EU. SEMPRE JUNTOS. PERDI UM POUCO DE MIM. ÉRAMOS UNHA E CARNE. JUNTOS NA DOR E NA ALEGRIA. AGORA SEPARADOS. MAS SÓ NA CARNE, PORQUE ESPIRITUALMENTE CONTINUAREMOS UNIDOS. FERNANDO: MEU PÚBLICO VAI FAZER UMA ORAÇÃO PARA VOCÊ.DEUS VAI SE ASSUSTAR DE TANTA GENTE QUE VAI PEDIR PAZ A SUA ALMA. ,

    Uma publicação compartilhada por Carlos Alberto De Nobrega (@calbertonobrega) em

    Veja também

    • Morte de Gugu é negada em nota oficial de assessoria
    • 2020 é ano solar e hora de transformações profundas; entenda significado
    • Conheça 7 lendas e superstições associadas aos cães
    • Conheça cafés históricos do centro de São Paulo

    arrow