Henri Pagnoncelli lembra situação tensa com telespectadora (Foto: Reprodução/Instagram)

Henri Pagnoncelli, o Orlando de “Laços de família”, conta que até hoje é abordado na rua por conta do trabalho. Ele vive em Portugal desde 2008, onde a novela também fez um grande sucesso.

Veja também:

+ Após equivoco, ator José Loreto esclarece notícia de sua morte
+ Ator de “Castelo Rá Tim Bum” e “Mundo da Lua” exibe tanquinho em foto sem camisa
+ Ator Silvero Pereira faz mudança radical no visual

Relacionados

Por conta de seu personagem, Orlando, que maltratava Capitu, personagem vivida por Giovanna Antonelli, ele ainda é abordado até hoje. “As pessoas me abordam na rua e elogiam a novela. Algumas ficam um pouco receosas comigo, já que o personagem é tão mau-caráter. Mas eu logo deixo claro que ele é ele e eu sou eu”, revelou ao jornal O Globo.

Segundo ele, já vivenciou situações inesperadas com algumas fãs. “Eu estava em Búzios com a minha mulher (a autora Teresa Frota) e ela entrou numa loja, enquanto eu fiquei no calçadão com o meu sogro. Sem mais nem menos, apareceu uma senhora e colocou o dedo na minha cara gritando: ‘Por que você faz isso com a moça? Para de fazer isso’. Eu tentei conversar e ela não se acalmava. Acabei entrando na loja e me escondi dentro de um dos provadores (risos). Na hora foi uma situação tensa, mas depois eu encarei até mesmo como um elogio ao meu trabalho”, explicou.

O ator revelou ainda que algumas cenas fortes de agressão causaram grande desgaste emocional, ao mesmo tempo que o proporcionaram uma sensação de realização. “Atuar é uma delícia, e um personagem como o Orlando exige muito. O texto do Manoel Carlos e a direção da novela tornaram tudo muito especial. Lembro-me de duas cenas que deram muito trabalho e foram realizadoras: aquela em que o Orlando arrasta a Capitu do alto do prédio dela até a rua, com os vizinhos olhando chocados, e outra em que ela enfia uma faca na mão dele num restaurante”, concluiu.