Vanessa Martins fala de nova crise de endometriose. Foto: Reprodução Instagram

A atriz e influenciadora digitalVanessa Martins recorreu às redes sociais para partilhar com os fãs o regresso da endometriose. Os sintomas da doença voltaram cerca de um ano depois de a atriz ter passado por uma cirurgia pelo mesmo problema.

+ Vera Viel posa ao lado da filha e surpreende fãs com a semelhança: “parecem irmãs”
+ Conheça Frederico Bichara: influenciador e especialista em tecnologia e inovação que faz sucesso nas redes sociais
+ Anitta decide investir na carreira de atriz após ser convidada para estrelar filme
+ Fases da lua: qual a melhor para o amor, cortar cabelo e começar dieta?

“Ontem, passado pouco tempo de colocar os últimos stories, sem prever que isto pudesse acontecer, tive uma nova crise de endometriose. Passado exatamente um ano depois de ser operada, aquela dor abdominal aguda apareceu”, escreveu esta segunda-feira, dia 11. “Não sei se chorei de dor ou de tristeza da endometriose ter voltado tão rápido. É muito triste saber que ela voltou e que não me consigo livrar disto”.

Vanessa também explica o motivo para fazer uma revelação tão pessoal: “Sempre partilhei a minha doença com vocês. Vocês sempre me apoiaram e contam-me as vossas histórias. E, tal como eu vos dou força, também recebo a vossa. Estou cansada e com medo por ter voltado”.

Relacionados

Recorde-se que a endometriose é uma doença crónica, em que o tecido endometrial desenvolve-se em localização variável fora do útero. Pode provocar dores muito fortes e até infertilidade.

O que pode causar a endometriose?

Todo mês, os ovários produzem hormônios que estimulam as células da mucosa do útero (endométrio) a se multiplicarem e estarem preparadas para receber um óvulo fertilizado. A mucosa aumenta de tamanho e fica mais espessa. Se essas células (chamadas de células endometriais) crescerem fora do útero, surge a endometriose.

Quais os perigos da endometriose?

Os principais riscos causados pela endometriose são: A obstrução intestinal, que pode levar à perfuração e à infecção generalizada (sepse) A obstrução urinária, que, por sua vez, pode acarretar dilatação dos rins seguida de perda de função do órgão, infecção local e eventual sepse.

Como posso saber se tenho endometriose?

O diagnóstico em casos de suspeita da endometriose é feito por meio de exame físico, ultrassom (ultrassonografia) endovaginal especializado, exame ginecológico, dosagem de marcadores e outros exames de laboratório. Atenção especial deve ser dada ao exame de toque, fundamental no diagnóstico da endometriose profunda.