Daft Punk, dupla francesa de música eletrônica, se separa após 28 anos. Foto: Reprodução Youtube

Thomas Bangalter e Guy-Manuel não explicam o fim da colaboração que produziu sucessos como One More Time

+ Isis Valverde posa em cliques durante viagem à Noronha: “mar pra tudo que é lado”
+ Rafa Brites e Tainá Müller posam sorridentes com os filhos: “nossa família”
+ Suellen Carey: conheça a mulher trans que ultrapassou preconceitos e fronteiras para ser feliz

Eles anunciaram a separação com um vídeo no YouTube apresentando um clipe de seu filme Electroma , apresentando uma intertítulo com as datas 1993-2021. A assessora Kathryn Frazier confirmou a separação para o site Pitchfork, mas não deu mais detalhes.

A separação marca o fim de uma parceria de 28 anos entre Thomas Bangalter e Guy-Manuel de Homem-Christo, que se formaram em Paris, tendo tocado juntos na banda de rock Darlin. O trabalho desse grupo foi descrito de forma depreciativa como um “thrash punky daft” em uma crítica da Melody Maker, dando à dupla o nome de seu próximo projeto.

Daft Punk foi indicado a 12 prêmios Grammy, dos quais levou seis. Quatro dessas vitórias vieram em 2013 para Random Access Memories e Get Lucky, incluindo melhor álbum do ano.

A dupla também esteve envolvida em vários projetos de filmes. Electroma (2006) foi um filme de ficção científica dirigido e escrito pela dupla sobre dois robôs que tentam se passar por humanos. Foi estreado na seção Quinzena do Realizador do Festival de Cinema de Cannes.

Eles também escreveram e produziram Interstella 5555, um filme de anime para acompanhar o lançamento de Discovery, e forneceram a trilha sonora de Tron: Legacy (2010), além de uma breve aparição no filme.